NEWTON REZENDE: EXPOSIÇÃO COMEMORATIVA DO CENTENÁRIO

Rezende captou cenas vívidas do cotidiano carioca graças a um estilo que juntava surrealismo, pop art, expressionismo e cubismo

 

A Prefeitura do Rio, Secretaria Municipal de Cultura e o Centro Municipal de Arte Helio Oiticica preenche com essa mostra um vácuo de 23 anos, período em que Newton Rezende ficou sem individuais no mercado. Perfeito intérprete do cotidiano carioca, este foi um dos artistas brasileiros mais louvados dos anos 60 aos 80, quando suas exposições na Galeria Bonino transformavam-se em verdadeiros cults da cidade. A mostra apresentou quase uma centena de pinturas e desenhos realizados de 1963 a 1983. A proposta era aproveitar o centenário do artista para, na verdade, homenagear o povo carioca e fluminense, matéria prima de suas obras. Além da pertinência histórica em revisitar a vida e obra desse artista, há relevância em apresentar os dois conteúdos, que ele fazia questão de tratar de forma independente: o pictórico e o profundo domínio da técnica gráfica, do desenho.

 

Museografia

Ronaldo Barbosa

 

 

 

CATÁLOGO: NEWTON REZENDE

 

Produzido na ocasião da exposição comemorativa do centenário do artista realizada no Centro Municipal de Arte Helio Oiticica. Os textos são de autoria de Ferreira Gullar e Mauro Villar.

 

Aprazível Edições e Arte, 2013

Edição em português 

Brochura, formato 30 x 23 cm

128 páginas 

ISBN 978-85-89978-

©2016 UQ! editions e Aprazível Edições e Arte | Site Danowski Design